Terça-feira, 20 de Janeiro de 2009
Orçamento e GOP de Alandroal

Estratégia de continuidade rumo ao desenvolvimento

 

Na sessão de 22 de Dezembro último, a Assembleia Municipal de Alandroal, aprovou, por maioria, com 12 votos favoráveis do PS e 1 voto a favor do PSD, 6 votos contra da CDU e 1 abstenção do PSD, as propostas da Câmara Municipal relativas às Grandes Opções do Plano e Orçamento (GOP) para 2008, assim como, o Plano Plurianual de Investimentos (PPI) e o Plano de Actividades Anuais (PAM).

 

 

O Orçamento camarário para 2009, ultrapassa os 20, 8 milhões de euros e foi estruturado para dar continuidade à estratégia de desenvolvimento para o Concelho que a autarquia iniciou em 2002 e que reforçou em 2005. "Esta estratégia foi sufragada por maioria absoluta dos nossos munícipes, havendo assim razões mais que suficientes para seguir o mesmo rumo. 2009 não será fácil e conscientes dos constrangimentos da crise, iremos reagir como já fizemos antes. As dificuldades não nos vão inibir de continuar com o desenvolvimento e de procurar sempre as melhores soluções para promover o crescimento e a modernização do nosso concelho", afirma o presidente da Câmara João Nabais.

 

No último ano, a Câmara, assumiu novas responsabilidades, algumas delas com grande peso na gestão, em especial, as relacionadas com a transferência de poderes na Educação, sector que passou a ter um peso considerável na despesa da autarquia.

 

As verbas destinadas aos instrumentos de gestão do PPI e do PAM de 2009, apresentam grande volume e o seu peso no Orçamento assemelha-se ao de 2008. Em comum existe uma continuidade da estratégia de desenvolvimento iniciada em 2002. Por outro lado, se em 2008 havia que fazer face à mudança do Quadro Comunitário de Apoio (QCA) para Quadro de Referencia Estratégica Nacional (QREN), em 2009 "as necessidades são semelhantes, pois precisamos de concluir parcerias e dar início a novos projectos e candidaturas sob pena de não usufruirmos do apoio imprescindível do QREN, incluindo a constituição de uma nova Associação de Municípios, a Comunidade Intermunicipal de Municípios do Alentejo Central", explica o edil.

 

O documento foi desenhado para consolidar os investimentos iniciados em 2008 em todo o concelho. "Este Orçamento reflecte os fortes investimentos que temos em curso em todas freguesias, dos quais saliento o Centro Educativo de Pias – EB1 (Santiago Maior), a ampliação do Cemitério de Juromenha, a comparticipação na ampliação do Lar de Idosos «Cantinho Amigo» em Santiago Maior, do novo Lar de Idosos da APIT em Terena e da nova Creche «O Chaparrinho» em Alandroal, além do investimento indirecto através da empresa Águas do Centro Alentejo, na renovação e modernização de todo o Sistema em Alta de Abastecimento de Água ao Concelho e renovação de todas as Estações de Tratamento de Águas Residuais", assegura João Nabais. Ainda numa lógica de continuidade, e para a sede do concelho, foram inscritas as verbas necessárias à conclusão da nova Biblioteca Municipal, do Estádio Municipal Luís Figo e Parque Verde Urbano adjacente, da nova EBI 123. Esta última, à semelhança do Centro Educativo de Pias, vai ser dotada de um Pavilhão Gimnodesportivo equipado para ser utilizado pelas associações desportivas do concelho.

 

Para João Nabais "2009 será fundamental para o lançamento faseado de novos projectos que, com o QREN a exigir novas formas de intervenção e gestão, condicionam, desde já, o volume deste Orçamento".

 

Mas em termos globais, são vários os projectos que a autarquia inscreveu no Orçamento para este ano. Trata-se da requalificação da Praça da República na vila de Alandroal, da iluminação do castelo de Alandroal, da construção do CETA – Centro Empresarial e Tecnológico de Alandroal, da construção de uma nova Creche em Santiago Maior, do lançamento de loteamentos habitacionais em Santiago Maior, Juromenha e Alandroal, da construção de uma Biblioteca em Terena, da construção da 2.ª fase da Zona Oficinal de Santiago Maior, construção das infra-estruturas da Zona Oficinal de Terena, da construção da Casa Mortuária em Cabeça de Carneiro, da recuperação do Caminho Municipal 1109 entre o Rosário e Ferreira Capelins, da reconstrução da Rede de Distribuição de Água em Baixa e a conclusão do processo em Mina do Bugalho, Casas Novas de Mares e Largo dos Grilos – Aldeia da Venda, da conclusão da Rede de Esgotos em Casas Novas de Mares e da construção do Depósito Elevado em Montejuntos.

 

Embora as GOP contemplem vários projectos turísticos, o destaque vai para o Projecto Fortaleza de Juromenha, cujo lançamento da obra se prevê para o primeiro semestre de 2009, mas que já deu os primeiros passos com a construção do Caminho Pedonal, da vila até ao Regolfo de Alqueva. Trata-se de um investimento que para além da recuperação do património e da construção de uma 'aldeia turística', promove um investimento de 20 milhões de euros e garante a criação directa de 100 postos de trabalho. Ainda no sector do turismo, a Câmara tem projectada a construção da Zona de Recreio de Águas Frias (Rosário), num investimento calculado em 1 milhão de euros.



publicado por rossioarquiz às 19:32
link do post | comentar | favorito
|

Cinema Alandroal
Noticias SIC
Junho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


Posts Recentes

Do Guadiana a Alqueva - C...

Cinema Alandroal Próximos...

Futebol 7 3º Torneio INTE...

4 Pack "Acústico"

Praça de Toiros Santiago ...

Porta 65

Auditório do Fórum Cultur...

25 de Abril

Exposição de Fotografia -...

Contos de Serão 23 Abril ...

Arquivos

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Links
Pesquisar Neste Blog
 
blogs SAPO
Subscrever Feeds